ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 13 - Revista da Editora Betel



AULA EM 31 DE MARÇO DE 2013 – LIÇÃO 13
(Revista: EDITORA BETEL)

Tema: “A URGÊNCIA DE AVIVAMENTO GENUÍNO”
  
Texto Áureo: Hc 3.2
  
INTRODUÇÃO
- Professor(a), nessa aula você apresentará as características de um verdadeiro avivamento.
- “Não visa atacar ninguém”, esse comentário se deve ao fato de haverem divergências em questão de avivamento, alguns ministérios acreditam que avivamento deve envolver mais a adoração e o emocional, outros acreditam que avivamento ocorre quando a igreja está sendo abençoada. Por isso não tem como estudar o avivamento que a Bíblia ensina sem apontar os erros que ocorrem atualmente.
- “excessos”, significa fazer muito mais do que foi ordenado, de forma que venha a atrapalhar aquilo que já está bom. Qualquer crente pode cometer excessos e só perceber depois, por isso é necessário vigiar.

            1. BASES DE UM AVIVAMENTO GENUÍNO
- “trazer a vida”, ou seja, parar o processo da morte, reanimar algo que estava morrendo. Uma ilustração pode ser as brasas numa churrasqueira, quando se percebe que alas estão se apagando, então se intervém abanando para que elas sejam reavivadas.
- Na prática o avivamento deve ter como objetivo animar o povo de Deus na obra do Senhor, no compromisso com Deus, pois muitos começam bem, mas depois se esfriam no serviço do Senhor.  

1.1. As Escrituras Sagradas
- “deve ter plena harmonia com as Escrituras”, por isso podemos afirmar que o avivamento autêntico começa com a Palavra do Senhor, para que ela seja a base desse avivamento. Na prática ocorre às vezes que algumas igrejas convidam alguns cantores famosos e pregadores de renome, de maneira que aquele culto sempre está cheio, então a liderança chega a pensar que a igreja está avivada. Isso não é avivamento, pois a maioria dos irmãos estão indo por causa dos cantores e pregadores.
- “quando ele chega”, se referindo ao avivamento, afirma-se aqui que ao chegar o avivamento os crentes sentem o desejo maior de estudar a Bíblia.
- “nesse momento”, no momento em que a igreja está passando pelo avivamento, o Espírito Santo se faz presente, e é Ele quem nos dá o entendimento da profundidade da Palavra de Deus. Por isso determinados aspectos da Palavra recebem vida. Em uma igreja avivada, ao lermos um texto como o da cura de Naamã por exemplo, muitos irmãos já sentem a presença do Espírito Santo.

1.2. O agir do Espírito Santo
- “ao arrependimento”, é uma das obras do Consolador deduzida do anuncio de Jesus em João 16.8 quando a igreja está avivada pela Palavra de Deus, então o Espírito Santo tem a liberdade de trabalhar.
- “socialmente banais”, parece se referir a práticas que não edificam como jogos eletrônicos, vícios de redes sociais, algumas manias, etc.
- “evidenciado pelo”, é aquilo que se percebe vendo e passa a ser usado para se comprovar algo que não se pode ver. O avivamento surge no coração, mas a partir dele o crente toma algumas atitude que evidencia sua ocorrência.
- “quebrantamentos são comuns”, quebrantamento é o crente abrir o coração, se humilhar e reconhecer seu erro e sua condição miserável. Pode vir com choro ou não.

1.3. Busca e organização humana
- “resultado de uma busca”, igrejas que buscaram o avivamento do Senhor receberam, enquanto outras não se importaram e permaneceram fracas e débeis.
- “precisam ser feitas pelo crente”, entendemos que o crente deve também agir. Alguns irmãos só pedem, mas não cumprem o que está descrito em 2 Cr 7.14.
- “busca com intensidade”, não se deve entender essa busca somente pela oração e no monte, ela também envolve a leitura das Escrituras Sagradas, e quando se trata de avivamento mais ainda.
- “aspecto coletivo”, quando se trata de toda a igreja, pois o avivamento pode ser tanto de um crente individualmente como também de toda uma congregação.
- “alguma coisa que traga vergonha”, Paulo se referia a bagunça que podia se tornar a reunião, com vários profetas profetizando ao mesmo tempo, outros falando em línguas e ninguém entendendo. Isso acontecia naquela época e apesar de todas as orientações, acontece hoje igualmente.
- Isso ocorre ainda hoje porque muitos crentes acham que avivamento existe quando a igreja manifesta os dons espirituais.
___ _____________________________________
2. EXPRESSÕES DE UM VERDADEIRO AVIVAMENTO
- “atribuímos nossos conceitos”, esse é um problema sério, pois a Bíblia tem os conceitos de Deus, mas pela falta de vontade, o homem vai no mais fácil e resolve julgar tudo pelas suas próprias concepções e acaba criando distorções achando que o avivamento se constitui apenas em expressões corporais, e se esquecem que vida avivada é muito mais do que isso.

          2.1. Expressões de renovo espiritual
            - “sofrem o plágio da alma humana”, plágio é cópia sem autorização de obra intelectual, é a imitação. Aqui está sendo dito que as coisas que possuem valor tendem a ser imitadas pelas pessoas, está se referindo aos irmãos que tentam imitar os dons espirituais para mostrar uma aparência de avivamento.
- “podem evidenciar um avivamento ou não”, significa que nem todos os movimento são avivados no Espírito e nem todos são imitação e meninice, ensine aos alunos que não podemos julgar precipitadamente.
- “evidências posteriores”, o que vai acontecer depois é que vai comprovar a verdade.
- “irmãos animosos, mas não avivados”, são irmãos que expressam fisicamente a alegria pelas maravilhas de Deus, alguns saltam do banco, mas não significa avivamento, tornam o culto animado, mas não avivado. Professor(a) eu sou de opinião que essas atitudes não são pecado, pois a adoração ao Senhor é feita com o coração, alma e o corpo, porém não se deve confundir isso com avivamento, ensine isso à classe.
- “cujo o ponto fundamental são os resultados”, esses resultados são ganho de almas, vidas edificadas, casamentos restituídos e liberação de perdão, tudo que conduz à Deus. Um verdadeiro avivamento é caracterizado pelo retorno ao Senhor.

2.2. Demonstração do fruto do Espírito
- “transformação de caráter”, Psicologicamente o ser humano é composto de caráter, temperamento e personalidade, desses três, o caráter é consciência de cada um. As intenções dos atos de cada uma são definidas pelo seu caráter. O caráter pode ser transformado até na terceira idade.
- “um contra-senso”, algumas pessoas parecem muito que são avivados espiritualmente, mas ao se conviver com elas é que se descobre a verdade. Conhecemos casos de irmãos que falaram em línguas, profetizaram e até pregaram, mas depois verificou-se que estavam em pecado oculto. Quer dizer que Deus os usava pela misericórdia das vidas que compareciam aos cultos, mas eles mesmos não eram avivados espiritualmente. 

2.3. Testemunho com graça renovada
- “participar da multiplicação”, o objetivo de um avivamento é diretamente o ganho de almas. Pois igreja avivada ganha almas mais facilmente para o Senhor.
- “tinha graça para com a sociedade”, significa que a sociedade daquela época admirava e apoiava o trabalho que eles desenvolviam, isso se devia ao fato da vida em comunidade, ajudando uns aos outros e acolhendo os necessitados. Isso ocorre em algumas igrejas atualmente, devido ao trabalho social e carinho para com as vidas, algumas igrejas conquistam o respeito da vizinhança onde estão situadas. 
____________________________________
3. MAIOR QUE O REI SALOMÃO
- “excesso de zelo”, zelo é o cuidado, muitos pastores que não permitem ou não apoia o agir do Espírito Santo não por não gostarem dEle, mas sim pelo excesso de cuidado.
- “desestimulam os irmãos”, isso ocorre às vezes ao observarem alguém falando em línguas e profetizando, alguns pastores tomam a palavra e não deixam que a profecia seja ouvida pela igreja.   

3.1. Ênfase exagerada ao Espírito Santo
- “Ênfase exagerada a pessoa do Espírito Santo”, ensine que o próprio Espírito Santo não aceita receber honraria mais do que Jesus, pois sua função é anunciar a Cristo, veja:
“Mas, quando vier aquele Espírito de verdade, ele vos guiará em toda a verdade; porque não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido, e vos anunciará o que há de vir.” João 16.13
- Entende-se nesse versículo que o objetivo do Espírito Santo é o de anunciar Jesus.
- “Ele é maior do que a Palavra”, alguns crentes chegam a falar isso no nos cultos para afirmarem que o mais importante é ouvir a voz do Espírito Santo e não a Palavra.
- “se dele”, do Espírito Santo.
- “do espírito humano”, ocorre quando a pessoa imita o dom espiritual.
- “ou do maligno infiltrado”, ocorre quando Satanás fala usando uma pessoa dentro da congregação, isso pode acontecer, pois ele conhece a língua dos anjos.
- “indícios de sua ausência”, quando a congregação não valoriza mais a Palavra de Deus e tira Jesus do centro do culto, é porque Deus já não está mais no negócio.

3.2. Falta de exposição das Escrituras
- “como se fosse uma tempero a menos”, existem cultos em que os irmãos ficam quase duas horas no “movimento” e dão 15 minutos para o pregador, outros ainda nem sequer ministram a Palavra.
- “e aproveitar esses momentos”, existem igrejas que tem a mesma oportunidade de Pedro no dia de pentecoste para ministrar a Palavra para um grande número de pessoas, mas não fazem.
- “verdadeiro aprendizado”, atualmente a pregação da Palavra de Deus em muitas igrejas não tem tido a característica de ensino, muitos temas importantes estão sendo afastado, como o arrebatamento, a santificação, a crucificação e outros, a preferência são os temas de vitória financeira, prosperidade, vitória, espiritual, vitória, vitória e vitória, os cultos mais parecem cessões de autoajuda.  
- Só lembrando que Jesus era ensinador.
3.3. O fanatismo
- “Paulo teve que corrigir”, as duas cartas aos Coríntios e mais uma terceira que se perdeu, tinham o objetivo de repreende-los e corrigi-los quanto as doutrinas.
- “pandemônio”, assembleia tumultuosa, lugar de bagunça.
- O culto estava gerando tento escândalo que chegou aos ouvidos de Paulo.
“Porque a respeito de vós, irmãos meus, me foi comunicado pelos da família de Cloé que há contendas entre vós.” 1 Co 1.11
- Professor(a), evite citar nomes de igrejas, pois sabemos que muitas igrejas pentecostais praticam os erros citados aqui e pensam que estão em avivamento, mas às vezes estão longe dele.
___________________________
CONCLUSÃO
- “nas mais variadas denominações”, em nenhum outro lugar do mundo existe tantas denominações quanto aqui, existem ruas com três igrejas num trecho de 200 metros.
- “grandeza de um oceano”, porque somos maiores em quantidade de membros, de igrejas e de denominações do que qualquer outro país.
- “profundidade de uma piscina”, desproporcional ao tamanho do oceano, significa que pela quantidade de membros e igrejas, deveríamos ter bem mais profundidade nas Escrituras. Porém existem locais onde essa profundidade chega a um palmo.
Professor(a), como acréscimo você pode citar dois avivamentos feitos pela Palavra nas Escrituras:
- Neemias 8.18, quando Esdras lê e explica a Lei de Moisés para o povo; e
- 2 Crônicas 34.14, quando o sacerdote Hilquias achou o livro da Lei e mostrou para o rei.
- Estude esses avivamentos, pois algum aluno poderá perguntar deles pra você.
Fonte: do CLUBE DA TEOLOGIA 
Boa aula!

Marcos André - professor


-->

PARA ASSISTIR TV, DIMINUA O VOLUME DA RÁDIO NA LATERAL DO BLOG

Watch live streaming video from tvbmongagua at livestream.com